• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 12 de junho de 2024

O Dia na História - Compilação do Jornalista Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque

Publicada em: 05/03/2024 10:14:43 - Atualizado

1925 – Em Guajará-Mirim é instalada a escola “Cesário Correia”.

1941 – Decreto do prefeito Bohemundo Affonso estabelece horários de funcionamento no comércio de Porto Velho.

1983 – A aluna Maria Lúcia Lima, que fazia o curso de oficial da PM de Rondônia, na academia da PM/RJ, morre vítima de malária.

OBS: A outra aluna, Angelina Correia, concluiu o curso e em 2003 tornou-se a 1ª mulher comandante-geral de uma PM no Brasil.

1988 – Sandra Luiz Rodrigues Jorge, Miss Rolim de Moura, é eleita Miss Rondônia.

1989 – O presidente da Assembleia Legislativa deputado Osvaldo Piana confirma que o Poder vai realizar, ainda este ano, um Simpósio de alto nível tendo como assunto único a Amazônia.

OBS: O Simpósio foi realizado com o tema “Rondônia discute nossa Natureza”.

1991 – As três empresas de TV em Rondônia, confirmaram que dia 15, na posse do governador Osvaldo Piana, farão transmissão conjunta da solenidade com as rádios Caiari e Eldorado.

HOJE É

Dia do Filatelista Brasileiro. Dia Nacional da Música Clássica. Dia de Open Data (móvel). Dia da Integração Cooperativista.

Católicos celebram São Lúcio I, Santo Adriano, São João José da Cruz, São Virgílio de Arles,

BRASIL

1887 – Nasce o compositor Heitor Villa-Lobos + 1959), obra principal “Bachianas Brasileiras”.

MUNDO

1940 — “Massacre de Katyn” – mais de 30 mil poloneses são assassinados por ordem de Stálin, ditador da União Soviética. 1946 — Winston Churchill cita pela 1ª vez “Cortina de Ferro”, para identificar a União Soviética.

FOTO DO DIA

O “CALO” NO PÉ DE TEIXEIRÃO

Em 1981 o promotor público Tomás Correia recebeu mais de 5 mil votos, o 2º dos eleitos para escrever a 1ª Constituição estadual. Tomás desde sua posse passou a ser um “calo” para o governador Jorge Teixeira.

Autor de artigos em jornais comentando, e apontando erros que teriam sido cometidos pelo governo Jorge Teixeira, em 1982, foi transferido – na época o MP de Rondônia, como dos outros Territórios, era administrado pelo órgão central em Brasília – para a Comarca de Macapá, acusado de “divergências políticas”, uma delas porque Tomás se filiara ao PMDB.

Com a candidatura mantida e Tomás Correia tornou-se deputado constituinte – depois estadual, líder da bancada na Assembleia. Enfrentou situações difíceis, como a tentativa de cassação de seu mandato.

Em 1985 foi o vice na chapa encabeçada por Jerônimo Santana, e assumiu a prefeitura quando Santana o Governo e Tomás assumiu a titularidade da prefeitura.

Na foto – de seu acervo - Tomás Correia assina sua posse como deputado observado pelo governador Jorge Teixeira.


Fale conosco