• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quarta-feira 12 de junho de 2024

O Dia na História - Compilação do Jornalista Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque

Publicada em: 28/05/2024 10:57:51 - Atualizado

1922 – Convocado os reservistas das classes de 1892/1899, que devem se apresentar na Prefeitura; e Publicado o “Estatuto do Sindicato de Artistas e Operários da Amazônia”, com sede em Porto Velho.

1941 – Contratado para trabalhar na EFMM o engenheiro Joaquim de Araújo Lima, a seguir governador do Território (1948/51) e autor oficial do Hino de Rondônia.

1981 – Depois de assistir o presidente João Figueiredo assinar a Lei do Polonoroeste, o governador Jorge Teixeira anuncia: o Território está pronto para se tornar Estado.

1984 – O jornalista João Tavares confirma: a Avenida Presidente Kennedy agora é “Governador Jorge Teixeira”, projeto do vereador Lucivaldo Souza, assinado pelo prefeito Tião Valladares.

1988 – O TRF autorizou deputados estaduais do Acre, impedidos pelo comando do 4º BEF-AC, a visitar a vila de Extrema, região de Rondônia que o Acre reivindica.

1991 – Falece Vivaldo Teixeira Mendes, último diretor-geral da Madeira-Mamoré, a quem competiu fazer o triste discurso dia 10 de julho de 1972, em ato público que encerrou a vida da EFMM.

HOJE É

Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher. Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Dia Internacional do Brincar. Dia Mundial do Hambúrguer. Dia da Anistia Internacional. Dia do Ceramista.

Católicos celebram São Germano de Paris.

BRASIL

1989 - Emerson Fittipaldi é o 1º brasileiro a vencer as 500 milhas de Indianápolis.

MUNDO

1908 — Nasce Ian Fleming (+1964), escritor, autor dos livros de James Bond, o agente 007. Em 1962 – Um grande terremoto no Chile, 2 dias antes de sediar a Copa do Mundo. 1952 — Em Portugal é Inaugurado o Estádio das Antas, pertencente ao FC Porto.

FOTO DO DIA

A 1ª NOITE DA NOIVA POMERANA

Imagine no tempo pós-moderno uma noiva ir casar usando um vestido preto, tudo para manter uma tradição. E uma comunidade existente em Rondônia, ainda lembra disso.

Acontece em Espigão do Oeste, onde uma parcela da população é formada por colonos que vieram do Estado de Espírito Santo, descendentes dos pomeranos, oriunda da Pomerânia – região incrustada entre Alemanha e Polônia.

A noiva vestia de negro em razão de ter de se submeter à tradição de que a noite de núpcias não ficava com o marido, mas com o senhor feudal. Só no dia seguinte ela era entregue ao noivo.

Atualmente há noivas que se vestem de negro, mas apenas para manter a tradição das roupas, numa festa que dura três dias e cada ato tem um significado diferente. Há personagens, como o “convidador”, as despesas são do pai da noiva, muita música, a quebra dos pratos – para afastar “maus-olhados”, e comida à vontade. A religiosidade é outro traço marcante da cultura.

Ver mais em https://www.pmsmj.es.gov.br/portal/cultura-pomerana/.

Foto noivos e jovens varrendo o chão depois da quebra dos pratos


Fale conosco