• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, terça-feira 23 de julho de 2024

O dia na História - Compilação do jornalista Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque

Publicada em: 14/10/2023 13:02:06 - Atualizado

O DIA NA HISTÓRIA

RONDÔNIA

1923 – No estádio do Ypiranga (PVh), o selecionado Portovelhense derrotou por 1x0 a seleção beniana da Bolívia por 1x0. No dia seguinte os “pleyeres” bolivianos empataram por 2x2 com o Ypiranga.

1956 – Jayme Araújo dos Santos toma posse como governador do Território.

1963 – Paulo Eugênio Pinto Guedes toma posse como governador do Território

1980 – O prefeito interino Haroldo Teixeira Leite assina a Lei 190/80, fixando a data de 24 de maio como dia de Nossa Senhora de Auxiliadora, padroeira de Porto Velho, e feriado municipal.

1981 – Aumenta a crise entre a Igreja Católica e padres da região de Cacoal, com acusações mútuas envolvendo a ocupação fundiária naquela área.

1990 – Olavo Pires e Valdir Raupp disputam o returno ao governo, e querem o apoio do 3º colocado, Osvaldo Piana. Na Assembleia, só Silvernani Santos, da 1ª composição da ALE, foi reeleito.

COMEMORE

Dia Nacional da Pecuária. Dia Mundial do Meteorologista.

Católicos celebram Santa Fortunata. São Calistro

BRASIL

1952 – Criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. 1969 — Editado o AI-16 (autoriza colocar na reserva militares que atentem contra a coesão das forças armadas).

MUNDO

1947 - Chuck Yeager (EUA) é o 1º piloto a ultrapassar a barreira da velocidade do som. 1962- Avião-espião dos EUA fotografa mísseis soviéticos, iniciando a crise dos mísseis. 1964 – Aos 35 anos Martin Luther King ganha o Nobel da Paz.

FOTO DO DIA

A 1ª DISPUTA REAL PELO GOVERNO

Em 1986 o Estado de Rondônia teve sua 1ª eleição a governador, ainda em turno único; no resultado, a eleição do peemedebista Jerônimo Santana, cuja votação, de 153.34 votos, foram mais que o dobro do pedetista Jacob Atallah, 69.090 votos (*).

No turno da eleição a governador em 1990, a 2ª do Estado, pela 1ª vez houve disputa real ao cargo, entre três candidatos: Olavo Pires, com 70.456 votos, Valdir Raupp, 78.893 e Osvaldo Piana, 72.155 votos (*).

No dia do encerramento da contagem de votos Piana, que era o presidente da Assembleia Legislativa (ALE), estava em Ji-Paraná, cujo prefeito era seu principal cabo-eleitoral na BR-364, o ex-presidente José Bianco, já começou a ser assediado pelos finalistas.

Logo Olavo e Raupp foram à luta, buscando mais apoio e o “principal eleitor” era Piana.

O governador Jerônimo Santana estava em baixa, fora duas vezes retirado do governo (assumindo o desembargador Dimas Ribeiro da Fonseca, presidente do TJ), enfrentado greves diversas, e não dizia em quem votaria, apesar de seguidos sinais que apoiaria seu afilhado político, Raupp.

(F. Finalistas do turno, Valdir Raupp e Olavo)

(*) Site do TRE.


Fale conosco