• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, quinta-feira 22 de fevereiro de 2024

O Dia na História - Compilação do Jornalista Lúcio Albuquerque


Lúcio Albuquerque

Publicada em: 17/10/2023 09:49:22 - Atualizado

1950 – O deputado federal Aluízio Ferreira é reeleito para representar o Território do Guaporé na Câmara Federal, derrotando seu ex-aliado Joaquim Rondon.

1981 – Imensos atoleiros fecham a BR-364, entre Vilhena e Pimenta Bueno, e muitas famílias passam necessidades, enquanto na região só chove, aumentando as dificuldades para quem viaja.

1987 – Um delegado da Polícia Civil vai a Camboriú (SC) investigar, se é verdade que uma ex-funcionária da Embrapa, dada como morta, está com um namorado naquela cidade praiana.

1990 – A morte do senador Olavo Pires tomou o espaço maior em todos jornais de Porto Velho, enquanto crescia a expectativa sobre quem disputaria o returno com Valdir Raupp.

1990 – Em meio a discursos emocionados, durante o velório de Olavo Pires na Assembleia Legislativa, crescia a disputa da coligação dele, a “Vontade do Povo”, para indicar novo nome ao returno

COMEMORE

Dia Nacional da Vacinação, Dia Internacional da Erradicação da Pobreza, Dia de Valorização do Queijo de Leite Cru, Dia do Eletricista, Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira , Dia do Profissional de Propaganda.

Católicos celebram Santo Inácio de Antioquia, Beato Pedro Escolapio

BRASIL

1847 – Nasce Chiquinha Gonzaga (+ 1935), pianista, autora do clássico carnavalesco “Abre Alas”, 1ª mulher a reger uma orquestra no Brasil. 1912 – Decreto de Dilma Roussef estabelece essa data, aniversário de Chiquinha Gonzaga, como Dia Nacional da Música Popular Brasileira.

MUNDO

1907 — A Companhia Marconi inicia o 1º serviço comercial de telégrafo transatlântico sem fio. 1912 – Nasce João Paulo I (+ 1978), o “papa Sorriso” papa da Igreja Católica. 1979 – Madre Teresa de Calcutá (1910/1997) ganha o Nobel da Paz.

FOTO DO DIA

DÍLSON – RO TEM QUE AGRADECER

Em 1969 um funcionário da Petrobras foi cedido para acompanhar o governador recém-nomeado do Território do Guaporé João Carlos Marques Henriques – que governou de 1969/1972 e depois de 1974/75. O funcionário era Dílson Machado Fernandes e veio para ficar apenas um ano, findo o qual permaneceu em Porto Velho. O historiador Anízio Goraieb, ao registrar o falecimento de Dilson, em 2018, citou: “Posso dizer, sem medo de errar, que ele era o carioca mais rondoniense que eu conheci”.

Em 1972, quando Marques Henriques é exonerado, duas semanas antes Dílson havia sido eleito vereador em Porto Velho, o mais votado da bancada da Arena, além de já estar bem enfronhado com a cultura local, com destaque na diretoria da Escola de Samba Pobres do Caiari.

Em 1974 novamente Marques Henriques assume o governo e tem Dílson Machado como seu “braço direito”, e naquele ano Dílson Machado (na foto com a esposa professora Sandra Castiel) consegue a implantação da primeira emissora de televisão em Porto Velho, a TV-Cultura.

Já no governo Osvaldo Piana (1991/94), Dílson esteve à frente de vários projetos. Faleceu em janeiro de 2018.


Fale conosco