• Fundado em 11/10/2001

    porto velho, sábado 24 de fevereiro de 2024

Macron pode vir ao Brasil para a Cúpula da Amazônia ainda neste semestre, diz chanceler francesa

Ministra da Europa e dos Negócios Estrangeiros da França se encontrou com o presidente Luiz Inácio (PT)


JOVEM PAN

Publicada em: 09/02/2023 09:43:22 - Atualizado

MUNDO - De acordo com o declarado pela chanceler francesa Catherine Colonna, o presidente Emmanuel Macron deve vir ao Brasil ainda neste semestre. A ministra da Europa e dos Negócios Estrangeiros da França explicou que o chefe de Estado pode participar da Cúpula da Amazônia, que ainda não tem data definida. O país europeu também é considerado amazônico, já que parte da floresta se estende pela Guiana Francesa, um território ultramarino da França na América do Sul. A chanceler está no Brasil para preparar a vinda de Macron. Nesta quarta-feira, 8, Colonna se encontrou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira e com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Após os encontros, a chanceler disse que a França e a União Europeia estudam contribuir para o Fundo Amazônia. Mauro vieira agradeceu o apoio do país e destacou a importância do fundo para a proteção da floresta: “Esperamos que [o Fundo Amazônia] seja reativado plenamente e que possa ser utilizado para o financiamento de projetos importantes para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Evidentemente, a França é muito bem vinda em todo tipo de colaboração, de cooperação e também na participação do Fundo Amazônia”.

A chanceler disse que o país apoia a entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e também afirmou que a vinda de Macron ao país significa uma retomada e revitalização de parcerias estratégicas entre os países. Lula e Macron se encontraram algumas vezes em 2021 e no ano passado. O líder francês foi um dos primeiros a parabenizar o atual presidente após a vitória nas eleições. Colonna também aproveitou a visita para reafirmar o convite feio a Lula para ir à Cúpula de Paris, que acontecerá nos dias 22 e 23 de junho para tratar de financiamentos internacionais.


Fale conosco