• Porto Velho

    domingo 19 de setembro de 2021

Amir Lando ensaia retorno à política com pré-candidatura ao Senado e analisa discussão nacional

Integrante da ala mais tradicional do MDB concedeu entrevista exclusiva ao Extra de Rondônia


Extra de Rondônia

Publicada em: 24/07/2021 11:37:57 - Atualizado


RONDÔNIA - Afastado da vida pública há vários anos, um dos políticos mais experientes de Rondônia poderá se apresentar como alternativa ao eleitorado local nas eleições majoritárias do ano que vêm.

A reportagem do Extra de Rondônia captou nos bastidores políticos do Estado indícios de que Amir Lando estava se movimento no sentido de agregar apoio a projeto eletivo ao Senado Federal, e o entrevistou através de aplicativo de mensagem acerca do assunto.

Lando é uma figura muito conhecida em Rondônia e até mesmo em âmbito nacional, tendo exercido mandatos na Assembleia Legislativa, Câmara Federal e Senado, além de ter sido Ministro da Previdência Social numa das gestões do ex-presidente Lula.

Integrante da ala mais tradicional do MDB, Amir confirmou em entrevista exclusiva ao Extra de Rondônia que está disposto a tentar o reingresso na vida política de Rondônia e nacional através de participação na campanha eleitoral do ano que vêm.

“Vejo que há espaço em âmbito regional e nacional para um político com o meu perfil, que agregue experiência, ponderação e equilíbrio neste momento de extremos, e que possa trazer um novo enfoque à discussão política nacional, hoje marcada pelo extremismo e polarização. Perdeu-se o sentido de exercer convicções buscando atitude propositiva à sociedade, e por vivemos um cenário dramático, com gente se alimentando de sopas de ossos para não morrer de fome. Isso é inadmissível num país tão rico como o nosso”, discorreu Lando.

Ele comenta que a pandemia criou um cenário de onde resultarão danos irreparáveis, além do drama dos quase 550 mil mortos, que entre outras mazelas deixaram uma legião de órfãos que precisam ser assistidos.

“Temos muitos desafios para enfrentar, há nas nossas ruas uma geração de alunos sem escolas, milhares de famílias carentes e tantas outras dificuldades que precisam ser enfrentadas com bom senso, diálogo e atitude, e não na base do confronto raso e sem sentido. Parece que as lideranças nacionais perderam o entendimento que a política é a arte do diálogo, da negociação, da conciliação, onde o conflito existe para que se encontre a razoabilidade. Temos que dar um basta neste tipo de conduta”, disse ao Extra de Rondônia.

Lando fala que vivemos o paradoxo de ter uma sociedade de consumo que concentra renda, o que acaba limitando o próprio consumo por grande parte da sociedade, e que isso se destina ao caos. “Este paradoxo deve ser excluído, e isso só acontece com a adoção de políticas públicas efetivas, que não se limitem a ficar restritas ao papel. Temos que garantir, de fato, os direitos elementares da sociedade”, analisa.

Neste contexto, Amir acredita que sua experiência pode ser útil, por isso almeja participar do processo. Mas ele adianta que só vai colocar o plano em execução se contar com adesão total de seu partido e o compromisso de todos os integrantes da legenda em trabalhar em torno de tal propositura. “Estou disposto a voltar a servir ao meu Estado e ao meu país se estiver inserido num projeto político com respaldo para ser viável eleitoralmente e em seguida tenha sustentação para ser implementado”, finalizou.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br